13.4.09

Apesar da escuridão ser densa  e do caminho ser incerto há sempre uma saída...

Categorias:
Link Homem de Lata, às 15:02  Comentar

De marta a 13 de Abril de 2009 às 15:35
Mesmo que a saída seja a de emergência...
Há realmente sempre uma saída, mesmo que signifique começar do zero.

Há sempre esperança.

De Homem de Lata a 13 de Abril de 2009 às 16:49
Olá Marta

Bem-vinda, gosto de te ter por cá.
Há um poema de Miguel Torga que se aplica lindamente a qualquer recomeço. Já o tive como post, chama-se "Sísifo" e recomendo-o a quem começa do zero ou não. Jokas grandes e obrigado pela visita.

Gosto da nova cara do blog. Jokas

De marta a 14 de Abril de 2009 às 01:28
Sabes que também há um livro do Camus que se chama "O mito de Sísifo", ou poema de Torga é capaz de estar ligado a isso:
"Recomeça...
Se puderes,
Sem angústia e sem pressa."

Sabes o Sísifo que desafiou os deuses; quando capturado sofreu uma punição: para toda eternidade, ele teria de empurrar uma pedra de uma montanha até o topo; a pedra então rolaria para baixo e ele novamente teria que começar tudo. Camus vê em Sísifo o ser que vive a vida ao máximo, odeia a morte e é condenado a uma tarefa sem sentido, como o herói absurdo. Não obstante, reconhecendo a falta de sentido, Sísifo continua executando sua tarefa diária.

Há que imaginar Sísifo feliz.

De Homem de Lata a 25 de Abril de 2009 às 19:41
Olá

Embora não concorde muito com a visão negativa que os existencialistas têm da humanidade e da própria vida, creio que muitos de nós devem tomar Sísifo como um exemplo. Apesar das adversidades, há que continuar os trabalhos para que um dia sejamos felizes. E mesmo que não alcancemos só por tentarmos já iremos carregar uma consciência mais leve do que a pedra.


De Margarida a 13 de Abril de 2009 às 16:41
Um caminho denso e incerto é um caminho...e todos os caminhos têm saída...


(boa caminhada)

:)

De Homem de Lata a 13 de Abril de 2009 às 16:55
Mas às vezes teimamos em pensar que não. Que tudo é irremediável e que os muros que encontramos são intransponíveis... Pois eu digo que se não os conseguimos saltar então que os derrubemos com força... força de vontade.Boa caminhada para si também.

De green.eyes a 13 de Abril de 2009 às 16:55
Sim há sempre uma saída , mas por vezes não é fácil encontra-la, chega a estar ao nosso lado, a nossa frente e não a vemos ...
Eu costumo dizer que só para a morte é que não há saída

Beijinhos

De Homem de Lata a 13 de Abril de 2009 às 17:10
Acho que só a vemos quando estamos preparados para isso.
Talvez a morte por si só seja uma saída para algo diferente. No entanto, acho que devemos de aproveitar ao máximo o beneficio de existirmos. Devemos viver cada segundo das nossas vidas como se a vida em si se tratasse de um bailado. Por isso dança... Jokas

De green.eyes a 13 de Abril de 2009 às 17:25
A vida é preciosa de mais para a desperdiçar , por isso eu tenciono continuar a dançar sim ...

Beijinho

De Em Fá Sustenido a 13 de Abril de 2009 às 18:21
Esperemos que sim, senão como é que alguma vez conseguiríamos sair deste beco ? :)

Obrigado! beijinho*

De Homem de Lata a 13 de Abril de 2009 às 19:39
Não chamaria a vida de beco. Chamar-lhe-ia sim a grande avenida...:-) joka

De marisa duarte a 13 de Abril de 2009 às 21:14
que visual tão giro que aqui tens :). Continua assim, que eu não deixo nunca de te visitar.
beijinhos *

De Homem de Lata a 15 de Abril de 2009 às 23:23
Volta sim, terei todo o gosto:-) Jokas e obrigado

De Júlia a 14 de Abril de 2009 às 13:36
Há sempre!
Toda e qualquer saída, acaba por nos colocar no caminho correcto (se a demora for longa... tanto melhor...). É preciso é ter muita perseverança.

Que tenhas muita, sempre! :)

De Homem de Lata a 25 de Abril de 2009 às 19:48
E que o teu caminho seja sempre o certo:-) Beijoca.

De Lia Borges a 23 de Abril de 2009 às 17:34
Há sempre!!
Como eu digo sempre....Por maior que seja o buraco em que te encontras, sorri, porque, por enquanto ainda não tem terra por cima....
Bejooos

De Homem de Lata a 25 de Abril de 2009 às 20:15
Olá Lia,

Fizeste-me lembrar uma frase que uso como lema de vida. "Não é por morrer uma andorinha que acaba a primavera". Fico feliz de ver que partilhamos este ponto de vista. Beijoca grande e volta sempre

 
Posts mais comentados
71 comentários
46 comentários
44 comentários
41 comentários
38 comentários
37 comentários
37 comentários
31 comentários
RSS