11.2.09

Roubem-me aos olhares envergonhados

Aos sorrisos recatados

A todos os momentos de dor

Alguém que me roube ao amor

 

Roubem-me ao querer dos teus braços

Ao decorar dos teus traços

A este estreito corredor

Alguém que me roube ao amor

 

Roubem-me às doces confissões

Ao bater dos corações

A este quadro sem cor

Alguém que me roube ao amor

 

Roubem-me aos momentos de dor

A este estreito corredor

A este quadro sem cor

Alguém que me roube ao amor. (a menos que me amem).

Link Homem de Lata, às 22:42  Comentar

De menina sonhadora a 12 de Fevereiro de 2009 às 13:09
Entro de mansinho neste local encantado onde exaltas as palavras e fazes com que nos preencham o espírito, incitando-nos a vestirmo-nos delas e "viver" cada momento retratado.
Fiquei maravilhada!

De Homem de Lata a 16 de Fevereiro de 2009 às 23:13
Não vistas as minhas palavras, veste o amor da cabeça aos pés:-) Obrigado e beijos

 
Posts mais comentados
71 comentários
46 comentários
44 comentários
41 comentários
38 comentários
37 comentários
37 comentários
31 comentários
RSS